18 de ago de 2011

Sétimo dia - A aventura de um escritor no Brasil - Vanessa Bosso




Quando a Nathi me convidou para fazer parte do post de aniversário, disse que o tema estava em aberto e que eu poderia escolher falar sobre o que quisesse. Logicamente, um tema relacionado à livros.

Resolvi então, trazer a tona uma pergunta que não quer calar. Peguei-me várias vezes em devaneios sobre o assunto. E a pergunta é:

Por que hoje em dia todos querem ser escritores?

Uma minoria quer ser escritor por legitimidade. Por realmente amar escrever e contar histórias. Mas, a grande maioria, pensa diferente disso.

Cheguei a uma conclusão sobre o assunto. O que move grande parte dos novos escritores que estão despontando são: Fama, status, sucesso, dinheiro.

A maioria dos novos autores acreditam que podem se tornar os próximos Meyer e Rowling do mundo. Sinto desapontá-los mas, as coisas não são tão simples assim.

Para começar, essa coisa de fama, status, sucesso e dinheiro é pura ilusão. E para escritores brasileiros, isso é praticamente impossível de alcançar. É mais fácil ganhar na loteria.

Não estou dizendo que não devemos sonhar alto. Claro que devemos! Mas para sonhar tão alto é preciso talento, perseverança, paciência e uma boa dose de autocrítica.

Certa vez, um editor disse para mim: “Vanessa, não pense que ficará rica escrevendo livros.”

Naquele momento, foi como se eu tivesse tomado uma chave de braço, caído ao chão com o editor torcendo meus ossos até se quebrarem. Fiquei muito P... da vida! Não pela verdade do que ele falou, mas, por duvidar da minha capacidade.

Mas o tempo passa e hoje, estando dentro do mercado editorial, vejo que ele tinha toda a razão.

Claro que ainda vou provar que ele estava errado. Nem que seja a última coisa que eu faça na vida! Hahahahahahaha, eu gosto de provar que as pessoas estão erradas! Mas sei que isso demorará anos, talvez décadas para acontecer. E talvez minha filha fique rica com os royalties dos meus livros, não eu. Mas vou fazer acontecer, só por desencargo de consciência!

Vivemos em um país em que pouquíssimas pessoas lêem. E quando digo poucas, quero dizer em torno de 1% da população. E existe um outro dado alarmante: apenas 30% de toda produção nacional efetivamente chega às livrarias. Como vocês esperam ficar ricos e famosos? É uma equação impossível de resolver.

Escrevam por amor à arte! Pelo prazer de criar e contar histórias! Não pensem nos lucros, no sucesso, no status ou na fama. Escrevam para vocês e não visando os louros do trabalho. Agindo dessa forma, estarão sendo verdadeiros consigo mesmo e seus leitores.

Sei que levantei um assunto polêmico. Portanto, se você é escritor ou está escrevendo seu primeiro livro, pense nas palavras ditas aqui. Pense no que você realmente almeja. Se a resposta for: fama, sucesso, status e dinheiro... talvez ser escritor não seja o seu caminho de vida. Agora, se a resposta for a mesma que a minha (tirando o lance que contei sobre provar o contrário para o editor), vá em frente que você está no caminho certo.

Eu escrevo porque amo escrever. Minha alma clama por isso. Eu adoro sentar em frente ao computador e criar histórias originais e loucas. Se algum dia eu atingir alguma visibilidade como escritora, será apenas um resultado positivo. Por que o que realmente importa não é isso. Eu me sinto feliz escrevendo e isso já basta. Bem, bastava, até eu cruzar com àquele editor... hahahahahaha.

Reflitam sobre essas palavras. São duras mas, podem abrir os olhos de alguns iludidos.

Parabéns pelo niver Nathi! Desejo que tenha uma vida iluminada e cheia de conquistas! Você é a minha “adotadora” preferida!

Van Bosso


10 comentários:

  1. Ótimo post, é tudo verdade o q vc falou!! Adorei vc Van...não é a toa que a Nathie só fala de vc!!!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns, Nathi!
    E Van, você está certa, concordo com você!
    Antes de pensarmos em sermos ricos, precisamos ser felizes e fazer nossa parte para mudar essa porcentagem absurda de leitores no Brasil!
    Nossa cultura carece de leitores e de bons escritores!
    Sucesso para todos!

    ResponderExcluir
  3. Van tá certa.
    Tem muuita gente achado que ser escritor é andar por ai com um copo de café de alguma cafeteria famosa e um notebook embaixo do braço.
    Escrever tem que vir de dentro de você, tem que ser algo intenso e irrefreável. Do tipo que você pensa no caminho para casa em como vai escrever determinado trecho ou ter uma inspiração para um personagem ao passar por alguém na rua.
    Ser escritor deve ser uma filosofia de vida, uma atividade séria que deve ser um hobby, escrever é muito mais alma do que status e coisa e tal.

    Amei o post Van *-*

    Beijinhos!
    @pirulitolimao

    ResponderExcluir
  4. Não falou nada mais que a verdade, Van.
    Escrevo porque amo e sei que essa é a profissão que quero. Porém, infelizmente, ela é e sempre será a minha segunda opção. Não há como, em um país em que a leitura e a educação são tão desvalorizadas, arcar com uma carreira promissora de escritor em pouco tempo. Talvez daqui a 10, 20 anos eu consiga algum respaldo. Por hora, não.
    Mesmo assim, não podemos desistir! Vamos dar respaldo a essa profissão tão linda e digna! Mas não façamos com intuitos capitalistas, e sim por amor!


    Nathi, sua linda, FELIZ ANIVERSÁRIO!! tudo de bom pra vc, querida! felicidades e muitos aninhos de vida!

    ResponderExcluir
  5. Nossa! O post ficou muito bom.
    Eu mesmo, já pensei em ser escritora algumas vezes. Só que não pensava em fama, nem sucesso, pois sou realista. Queria mais era expressar-me com minhas palavras e divertir e entreter alguém. Mas isso foi um sonho meio adolescente.

    O que ela disse sobre escritores no Brasil é bem verdade. É uma coisa muito difícil alcançar sucesso e status aqui.

    Além disso, vale lembrar que bons livros vêm de transpiração e não de inspiração!

    ResponderExcluir
  6. A pessoa acha que dá pra pagar contas com livros, deve, por consequencia, acreditar no papai noel. Sinceramente...

    ResponderExcluir
  7. Ah Van sabe creio que tudo isso é fruto da nossa cultura das massas, somos tão saturados com determinadas informações que elas passam a ser consideradas verdade absolutas.
    Parece que todo mundo quer ser escritor, assim como todo mundo quer ser blogueiro entre outras coisas. Mas a questão é bem essa que você falou, por que estão fazendo isso? Prazer, ou status. Hoje no Brasil falar sobre livros, escrever livros dá status.
    Lembro que um escritor que deu uma palestra falando que o mundinho da literatura brasileira está atualmente muito pop.
    Sucesso, dinheiro pode até ser conseguido, mas se os pés não estiverem no chão a frustração vem à cavalo. Poucos fazem sucesso estrondoso e isso vale pro mundo inteiro, nem todos americanos são escritores ricos e famosos, isso vale pros ingleses também.

    É sempre bom saber onde está se metendo e pq. Ótimo post.

    bjks
    Sam

    ResponderExcluir
  8. Parabéns Nathi!
    E Parabéns Van, ótimo texto, apesar de polêmico, muito digno.
    As pessoas tem que saber que não é fácil!
    E escrever vai além de um passatempo, só quem tem amor pelas palavras é quem sabe!
    Beijos, Mila ♥

    @Camilla_Leitte
    http://sonhosentrepontinhos.wordpress.com

    ResponderExcluir
  9. Ah! Escrever realmente não é nada fácil! Não pe simplesmente uma atividade para se distrair, e muito menos fruto de pura inspiração. Antes a o esforço e o trabalho duro, depois a alegria do produto obtido!

    Adorei o post
    Parabéns Vanessa Bosso!

    ResponderExcluir
  10. nada fácil, nada fácil... escrever é uma luta mesmo. e publicar, mais ainda. concordo com o post da vanessa e parabenizo por suas obras!

    ResponderExcluir