31 de mai de 2011

Apoio à autores nacionais

Oi gente!!!
Todos sabemos que ser um autor brasileiro dá muito trabalho. Sei disso, converso com autores nacionais todos os dias e vejo o quanto é importante para todos eles o apoio que recebem dos blogs literários. A todos os autores que pergunto eles respondem a mesma coisa: "Sim, esse apoio é muitoooo importante.". Mas afinal porque existe tanto preconceito com a literatura nacional?
Não sei ao certo responder, mais imagino que isso venha de muito tempo atrás, afinal de contas, nós os brasileiros temos o péssimo hábito de considerar tudo que vem de fora melhor do que o que está bem próximo de nós.
Ok, não estou aqui para julgar ninguém, mesmo porque eu adoro um livro internacional, mas, também seu apreciar livros criados aqui, no Brasil.
Uma prova de que sou uma apaixonada por literatura brasileira e que eu adotei um de nossos corajosos que se arriscam por esse mundo literário. Sim, quem me acompanha pelo Twitter, sabe como sou apaixonada pelos livros da querida Vanessa Bosso. Isso porque, de inicio eu fui adotada. Era uma blogueira inexperiente (não que seja experiente agora, mas...), e não conhecia quase ninguém, e eis que me aparece uma boa alma, para fazer parceria comigo. Ou seja, eu fiquei super feliz!!! Adorei o livro, mesmo morrendo de medo do Apocalipse eu li o livro e percebi que "2012 será o que eu quiser".
Livros nacionais são tão bons quanto livros estrangeiros, e é por isso que eu apoio a publicação de muitos livros, como:

Sinopse:
Ele não é um vampiro, mas, acaba de completar 533 anos. A vontade de morrer é a única coisa que o mantém vivo. Até que alguém surge em sua vida… alguém capaz de mudar tudo. Deixe-se transportar para o Vale do Loire e descubra que o amor verdadeiro existe, independente do tempo e do espaço. Desvende os segredos por trás da imortalidade e deixe-se apaixonar por esse romance imortal.









 Sinopse:
 O que fazer quando o mundo acaba? Esta é a questão que permeia na mente das duvidosas vidas dos sobreviventes de uma catástrofe na Terra. Destino Íntimo traz em seu enredo as consequências físicas e psicológicas das pessoas que, de repente, se veem sozinhas, com mudanças em seu DNA e em um cenário de total destruição e morte, mas com estranhas curiosidades. Eles terão que aprender que tudo um dia termina, como também recomeça; a assumir desejos, anseios e capacidades; e a controlar seus instintos. O invisível é real. Ninguém é totalmente confiável. O mais forte nem sempre domina o mais fraco. Num segundo você está aqui e no outro... nem você mesmo saberá. Perigo, amor, paixão, audácia, aventura, luxúria, habilidades extra-humanas e loucura são chaves para esse novo romance da literatura fantástica. Você acredita em destino? Na linha do tempo? E na sua vida? Uma obra instigante, que mescla ingredientes como romance e poesia, com cenas fortes e de impacto. Além de colocar em xeque a vida atual. Assim que o leitor começa a ler as primeiras páginas, dificilmente ficará tranquilo até que continue a leitura. De fácil compreensão, mas sem perder a complexidade necessária para que a mente viaje na história. Extremamente contemporânea, aborda temas que prendem a atenção. Trata-se de um livro que fará total diferença na estante.

 Sinopse:
Cuidado! Enquanto lê essa sinopse, eles estão de olho em você. Seus e-mails, telefonemas e até os seus pensamentos estão sendo cuidadosamente vigiados. E arquivados. A Nova Ordem Mundial é uma realidade e a agenda global segue no intuito de eliminar 70% da população terrestre. No mundo atual, nada é o que parece ser. Não acredita? Então leia e descubra o que ninguém quer que você saiba. Descubra quem será o Senhor do Amanhã.








Sinopse:
Uma guerra secreta vem acontecendo a milênios, e os peões dessa disputa sobrenatural são os humanos, porém uma garota amaldiçoada no exato momento que o primeiro ar impuro do mundo preencheu seus pulmões poderá dar fim a esse duelo surreal, mas para isso ou ela se entrega aos demônios e deixa de existir se tornando a Filha do Profano capaz de desempatar a guerra, ou deixa ser eliminada pelos anjos. Entre em um mundo sobre-humano e descubra o que está no interior da Penumbra "Agora de fato sei que estou incompleta. Uma transição da luz para as sombras acontecerá a qualquer momento em meu ser. Estou no meio de uma guerra milenar e sem fim apenas esperando pelo pior" Lizie Adágio



 Sinopse:
 Mayara vive em uma comunidade onde a lei do tráfico impera. Em um assalto à banco seu irmão é morto por ser um policial e ela é acusada de acobertar sua profissão.Só havia uma única opção: Fugir! Ela foge do cativeiro levando consigo um PM que foi sequestrado por engano.Na fuga ele a faz prometer que procuraria o Capitão Lopes para que eles a ajudassem. Maia sabia que ninguem poderia ajudar. Ela concorda com o rapaz achando que nunca mais o veria. Sem ter para onde ir acaba vivendo nas ruas do centro velho de SP. Mas nem tudo é desgraça em sua vida. Nas ruas conhece Estela, Sapo e andrezinho eles dão proteção e segurança a ela. Com o passar das semanas Maia quase esquece que é procurada pelos traficantes até começar a aparecer corpo de jovem pelo centro velho..



 Sinopse:
Por detrás das roupas surradas masculinas que costumava vestir, um mundo incrivelmente estranho se escondia. Nadia sabia que sua cabeça não era comum e que suas ideias divergiam do que era normal. Apenas ela conseguia ver o que não existia, apenas ela conseguia ver monstros coloridos passeando pela cidade, apenas ela era capaz de desenhar com perfeição um personagem visto em um sonho. Era um dos rapazes mais cobiçados pelas groupies, um dos mais cafajestes, o tipo mais baixo de parceiro. Ainda assim, Adrien não era feliz. Guitarrista, estudante, filho, cético, objeto sexual de quem o quisesse. Contudo, a vida monótona e libertina parecera ganhar um sentido especial quando estranhos sonhos se projetaram em sua mente e quando a missão aparentemente inimaginável lhe fora imposta: impedir que uma determinada garota chegasse ao Yume, o local proibido para meros humanos.
 
Enfim, essa é apenas uma "pequena" amostra dos vários livros brasileiros que ainda não foram publicados.

E encerrando essa postagem, convido vocês a participarem da Campanha:

 
Como fazer isso?! Simples! Apenas fazendo uma das três ações abaixo, você já ajuda a encontrar uma editora para o livro! E assim poderemos ter esse excelente livro nas livrarias brasileiras o quanto antes!


- Adicione o livro à sua estante do Skoob: clique aqui!


- Leve o banner para o seu blog - diga a todos que aderiu à campanha!


- Divulgue nas redes sociais

RT Eu quero #OIMORTAL, de @vanbosso publicado! http://www.skoob.com.br/livro/161438 #CAMPANHAPUBLIQUEMOIMORTAL
 Fonte: Nanie's Word











Resenha - Uma canção em Nova York

Uma canção em Nova York
Rosana Rios,
Editora FTD.

Sinopse:
Alex, um garoto de 14 anos, realiza uma viagem para Nova York, EUA, em companhia de uma tia. Lá conhece uma jovem brasileira – Ana – que reside em Manhattan, no coração de Nova York. Faz parte desse cenário o importante centro de formação musical – a Juilliard School. 
Marcada pelo suspense – característico da obra da autora –, a narração traz a multiplicidade da vida numa das maiores cidades do mundo, habitada por personagens vindos de diferentes partes do planeta.
  

Uma canção em Nova York é um daqueles livros que você lê em apenas um dia. Apesar de suas 205 páginas, a história é de uma simples leitura, os personagens são cativantes, a história se passa em Nova York e gira em torno das músicas de Lennon.
Acho que o mundo literário já está saturado de histórias de vampiros,. anjos, deuses, zumbis ou qualquer coisa relacionada ao mundo sobrenatural. Esse livro foge totalmente do "padrão" da literatura YA. Mesmo sendo uma história fantasiosa poderia ter acontecido com qualquer um que viajasse para Nova York.
Tudo começa quando Alex, convidado por sua tia, vai fazer intercâmbio nem NY. Deixando família e amigos aqui no Brasil, parte junto com sua tia, com o objetivo de fazer um curso de linguas para aprimorar seu inglês, que apesar de conseguir se expressar não passa do básico.
Outra brasileira, que entra na história, como personagem principal, juntamente com Alex, é Ana. Filha de uma brasileira, chamada Suzana e um americano chamado Albert, ela vai morar na terra natal de seu pai após a morte de sua mãe, há 5 anos. Seu pai se casa de novo, com uma também americana. Até aí tudo bem, não é mesmo? Não, não está nada bem. O pai de Ana quer que ela faça faculdade de direito ou administração, para que possa ajudá-lo na loja de ferramentas da família, e Ana quer estudar canto lírico na Julliard School, conceituada escola de música de NY.
Os dois se conhecem quando Alex passeia pelo Central Park e se depara com um jogo de futebol, ou soccer como dizem por lá. Ela é a artilheira de um dos times e ele apenas um espectador. Ao final do jogo, os dois começam a conversar e percebem algo em comum: o gosto pela música.
Alex acaba conhecendo os amigos de Ana: Michelle e seu namorado Enrique. Os quatro acabam se tornando excelentes amigos.
Michelle é uma americana, que assim como Ana e Alex adora música e estuda em Julliard.
Enrique é um mexicano, que veio para Nova York para estudar, e acaba se tornando um dos melhores amigos de Alex e o empresta um violão para que o rapaz pratique.
Mas a parte misteriosa do livro nem chegou ainda. Não sei como, mais a Rosana Rios conseguiu criar um mistério apartir das músicas do Lennon. De início eu fiquei me perguntando se o livro seria apenas de romance, ou se haveria algo mais, e minha pergunta foi respondida pouco tempo depois com um "sonoro": Sim, o livro não fica só no romance, também tem mistério e aventura.
O mistério vem de um personagem nada comum: ele é um sem-teto que toca flauta pela cidade e as músicas escolhidas são: as do Lennon. Sim, elas mesmo. E eu adoro esse personagem, apesar de que o que ele faz no final não é lá muito legal, mas...
O livro além de narrar a hisstória de Alex e Ana, é uma espécie de guia turístico. Alex conta quais os melhores lugares para se visitar, osmelhores museus, os melhores parques, além de nos dizer quais comidas são as melhores e quais fazem você passar mal.
Pelo ótimo enredo, ótimos personagens e por se passar em NY, esse livro ganha nota:


Além desse livro, existe mais um dessa coleção e é:

Marcelo descobre a Alemanha
Regina Drummond,
Editora FTD

Sinopse:
Em Marcelo descobre a Alemanha, há dois núcleos principais na narrativa: o de um personagem adolescente – Marcelo – e o de uma jovem que viaja como empregada doméstica da família – Marli.
O ritmo é o de uma estadia de um ano, em que os Coronha Vasconcelos vão viver em Leipzig, com data marcada para retornar. E, embora os personagens não tenham sentido a solidão de quem faz intercâmbio sem a família, vivem com dificuldades as diferenças culturais.
O Muro de Berlim, a Segunda Guerra Mundial, a Baviera, a cidade de Leipzig, a vida e a obra de Goethe formam cenários panorâmicos da intensa história da Alemanha, cuja nação se formou tardiamente no século XIX, e são apresentados ao leitor pelos Coronha Vasconcelos.

  
24 de mai de 2011

Resenha - Pobre não tem sorte - Leila Rego

Pobre não tem sorte
Leila Rego,
Editora All Print

Sinopse: Toda garota do interior sonha em se casar com o cara de seus sonhos, ter uma casinha, filhos e ser feliz até que a morte os separe, certo?
E se esse cara for lindo, rico, super fashion e divertido?
E se a tal "casinha dos sonhos" for um mega apartamento no melhor bairro da cidade?
Uau" Mariana encontrou o cara perfeito e vai se casar com ele!
E nada de casinha! Isso é coisa de gente que pensa pequeno. Mariana vai ter o apartamento dos sonhos que já vem incluso no pacote: case com um homem rico e vá morar em grande estilo.
E quanto a filhos e ser feliz até que a morte os separe... Bem, ela ainda não pensou nesses detalhes. Afinal, as prioridades vão para as coisas bem mais interessantes como, por exemplo, o vestido de noiva perfeito, o que o colunista vai dizer sobre seu casamento no tablóide de domingo, o que as amigas e inimigas irão comentar, quem entrará na lista de convidados para sua despedida de solteira, etc.
Mas isso só dura até um dia em que Mariana... Bom, leiam o livro e descubram!

Uma única palavra define Mariana, ou simplesmente Mari, em 85% do livro: Fútil.
 "[...] Você só consegue enxergar o seu próprio umbigo. Nunca, nesse tempo todo [...] você perguntou se eu estava bem, o que eu acho das coisas, se concordo com suas decisões. Tudo é você e essa droga de sociedade que você tanto preza. [...] essas coisas fúteis que você adora e eu detesto..."          Página 113.
Ela é uma "menina" que vem de família simples. Mora no subúrbio de Presidente Prudente, e quer mais que tudo na vida ser da alta sociedade. Namora Eduardo, que é seu "passaporte" para a classe. Ele é rico, bonito e inteligente, ou seja é perfeito se fosse só rico já serviria. Suas "amigas" são garotas ricas, que tem as melhores roupas, sapatos, bolsas e joías que o dinheiro pode comprar, e Mari, por viver ao lado delas, também quer tudo que elas tem, mas o salário é curto e seus pais não tem condições de bancar óculos Prada, roupas Forum, etc.
Sua vida se resume a planejar as roupas que vai usar durante o dia. Até para ir na esquina comprar meia duzia de pães suas roupas são minuciosamente planejadas.
A data de sue casamento se aproxima, e isso só deixa Mari paranóica. Ela vive de encomendar o bolo, reservar o salão, mandar fazer o vestido, comprar as roupas de seus pais, reservar a igreja, fazer a lista de convidados, entregar os convites, comprar as flores... Enfim, ela vive de e para o casamento, e não percebe que uma "tragédia" está por vir.
Essa tragédia é um choque de realidade em Mariana. Ela criou um mundinho em sua cabeça é onde ela "respira" moda e futilidades e seus cérebro se entorpesse com aquilo.

"E você deveria olhar esse lado. Mas não, está aí preocupada com o que os outros vão pensar e com a sua imagem pessoal. E se você observar um pouco a sua vida, tudo o que você faz está associado ao que as pessoas vão pensar de você. Isso é tão absurdo pra mim. - Clara deu um suspiro e depois continuou. - Mariana, o mundo que você criou aí na sua cabeçinha não existe. Não é a sua realidade..."
 Depois de um bela lição de moral é hora de Mariana sacudir a poeira e continuar a vida. A partir desse ponto passo a gostar mais dela. Deixando as futilidades de lado, ela consegue enxergar quem realmente é, o que quer da vida e o que sente por todos que a rodeiam.

Eu, sinceramente, só não dou nota máxima para esse livro, porque a Mari é fútil demais e me irrita em 85% do livro, mas a nota é:

Esse livro tem a continuação que é:
Cuidado: A sinopse do livro abaixo pode conter spoilers do primeiro livro. Se não leu o primeiro, lhe aconcelho a não continuar daqui. =D 

Pobre não tem sorte 2 -
Alguma coisa acontece no meu coração
Sinopse:Mariana Louveira precisou cair do salto (parcelado em várias vezes no cartão) para aprender que a vida pode não ser lá tão glamorosa como sempre quis, e que sentimentos valem muito mais do que uns óculos Prada. Tarde demais! Mari é abandonada pelo noivo Edu horas antes do casamento. Sem casório, Mari só encontra uma solução: ir para São Paulo em busca de seus sonhos, ao lado da amiga Clara. Agora, a nossa protagonista, munida de um Bilhete Único, precisa arregaçar as mangas de um de seus terninhos chiques e batalhar por uma oportunidade. Em uma história pra lá de gostosa e divertida, Leila Rego narra todas as aventuras de Mariana em Sampa, desde as entrevistas de emprego, até as baladas mais malucas e cheias de confusão. E, no vir das mudanças, será que ela finalmente vai esquecer Edu e dar a volta por cima? As dificuldades da vida valem mesmo como aprendizado? “Pobre Não Tem Sorte 2” é uma lição de amadurecimento e força de vontade, mas prepare-se para dar muitas, muitas gargalhadas, afinal, estamos falando de Mariana Louveira!
22 de mai de 2011

Novo autor parceiro - Gabriel Arruda Burani

Oi gente!!!
Post totalmente atrasado, porque só fui saber que fui selecionada para receber o livro depois que ele chegou aqui em casa.
De qualquer forma, o novo autor parceiro é:

Gabriel Arruda Burani

Gabriel Arruda Burani é psicólogo e escritor paulistano, nascido em 1985. Formado psicólogo pela UNIMEP, é autor de textos técnicos na área da psicologia e saúde. É autor dos livros Hugo o Vampiro - As Luzes na Idade das Trevas (All Print 2008) e do livro trilingue A Magia do Agir (Lulu 2009). Tem contos publicados na internet e nas antologias: Pensamento Livre (NSM 1993), nos Anais do Mapa Cultural Paulista 2005/2006, Caminhos do Medo (Andross 2008).
Em decorrência de suas publicações e formação acadêmica, Gabriel Arruda Burani realizou e realiza palestras e oficinas em Escolas e Associações sempre incentivando a Leitura e a Escrita. Com apoio de iniciativa privada e de Secretaria de Cultura e Secretaria da Educação, já palestrou nas cidades de: Campos

E seu livro é:

Hugo, o Vampiro

Sinopse: Hugo o Vampiro - As Luzes na Idade das Trevas é o primeiro livro que narra a saga de Hugo Von Sclotstendder, um jovem príncipe que se vê destinado a viver nas trevas, dada sua nova condição de vida: a imortalidade de um vampiro. Em sua busca para controlar e conhecer sua privilegiada existência, Hugo se lança em uma surpreendente missão para encontrar cinco jóias místicas. O leitor é convidado a acompanhá-lo em suas aventuras, recheadas de combates armados, cercos a castelos, donzelas em perigo, jogos, feitiços e encantamentos na Europa na Idade das Trevas. Uma pitada de terror, humor, romance e drama, também marcam os primeiros passos do Príncipe-Vampiro Hugo.




Obrigada Gabriel pela confiança!!! Eu adorei essa "surpresa", e espero poder ler em breve. =D
16 de mai de 2011

Resenha - Eu sou o número quatro

Eu sou o número quatro
Pittacus Lore,
Editora Intrínseca.

Sinopse:
Nove bebês aliens estão se escondendo entre os seres humanos, eles fugiram de seu planeta natal, Lorien, para se esconder na Terra. Uma espécie invasora, os Mogadorians, destruíram seu planeta, e seguiram eles a Terra para caçá-los. Cada um dos nove aliens é dado a um tutor para desenvolver seus poderes sobre-humanos enquanto se tornam adultos e lhes são atribuídos números. Estas últimas crianças de Lorien só pode ser mortas na sequência de seus números.

Logo de início, o prólogo narra a morte do número três. E eu fiquei meio "Ahm?". Mas depois tudo foi explicado.
John, ou Quatro, porque seu nome está em constante mudança, é um alienígena que foge do seu planeta natal, Lórien, quando ele é atacado por seres de outro planeta chamado Mogadore. Chega a terra em uma nave espacial com seu Cépan, uma espécie de guardião, e mais oito crianças. Eles são basicamente a esperança do planeta.
Chegando a Terra, eles se separam e misturam-se na tentativa de enganar os mogadorianos. A cada acontecimento estranho, Quatro e seu Cépan, Henri, juntam o que está à mão, sem esquecer da arca lórica, uma herança que Quatro sempre teve curiosidade de abrir, e vão para um novo destino, com novos nomes, novos documentos e o mesmo velho desejo que nunca se realiza: ficar em um lugar só pelo resto da vida.
A história de Quatro começa quando Três morre e ele recebe a nova cicatriz em seu tornozelo (quando um número anterior ao Lorieno morre, os Lorienos restantes recebem uma cicatriz simbolizando quem morreu, espero não estar confuso, mas não sei muito bem como explicar a história das cicatrizes), volta para casa, junta suas coisas e juntamente com Henri vão para Paradise, uma cidadezinha nos confins da Terra também não é tãaao assim, lá Quatro, ou John como vai ser chamado lá, conhece Sam, um menino excluído e estranho e crê piamente que aliens existem e que seu pai desapareceu porque foi abduzido por um.
Henri logo de cara me conquistou. Como se fosse o pai de John, ele o trata com muito carinho, o ama, ajuda nos momentos difíceis, sabe quando seu "filho" está com algum problema e em nenhum momento do livro me pareceu que Henri se arrependeu de ser o Cépan de Quatro.
Sarah é filha da corretora de seguros de quem Henri compra a nova casa dos dois e que é a primeira pessoa com que John conversa em seu primeiro dia de aula. Ela é loira, e logo percebemos que os dois não ficarão só na amizade, mas para saber se isso se concretiza ou não você precisa ler o livro. *_*
Logo no seu primeiro dia de aula de Quatro/John, já percebemos como ele é "sortudo". Arruma briga com o valetão da escola, que é ex-namorado de Sarah, e como se já não fosse ruim o suficiente, seu primeiro legado surge no meio da aula, ou seja, é um jeito "discreto" de chamar a atenção.
Outro personagem que eu também adorei foi o Bernie Kosar, o cachorro da família. Ele é um Beagle que aparece na escola no primeiro dia de aula de John e ele o leva pra casa e ele passa a acompanhá-lo nas corridas matinais. 
Quando começei a ler fiquei com medo de achar o livro muito parecido com A Hospeideira e não conseguir lê-lo. Mas ao longo da leitura percebi que não tem nada a ver.
Fazendo uma breve comparação entre esses dois livros:
A Hospedeira é descritivo demais. A Stephanie gasta pelo menos vinte e cinco páginas para explicar porque a personagem principal foi parar em um deserto; Enquanto, Eu sou o número quatro, não é tão descritivo, deixando para que consigamos imaginar cenários, pessoas e animais, A Hospeideira chega a ser enjoativo e cansativo de tão descritivo.
Confeço que não gostei muito do final, por apenas um detalhe que não posso dizer, porque seria um #mega spoiler, e vocês não gostariam, não é verdade? Mas isso não destroí minha opinião que foi formada desde o início do livro. Só posso dizer que essa parte é triste.
Acabei percebendo que as aparências e atitudes dos personagens enganam. Alguns personagens que eu pensava serem cretinos e sem coração, acabam se tornando grandes amigos, e quem parecia um Zé-Ninguém...  Bem isso eu você só vai descobrir se ler o livro. =P

Esse livro não merece menos do que essa nota:





Acrescentando informações, aqui vão algumas coisas sobre o segundo livro:

O poder dos Seis
Pittacus Lore

Eu o vi no noticiário. E também vi as histórias sobre o que aconteceu em Ohio. John Smith, lá fora, na correria. Para o mundo, ele é um mistério. Mas, para mim... ele é um de nós. Nove de nós vieram aqui, mas às vezes me pergunto se o tempo nos mudou e se todos ainda acreditam na nossa missão. Como posso saber? Ainda há seis de nós. Estamos nos escondendo, nos misturando, evitando o contato com o outro... mas nossos legados estão se desenvolvendo, e em breve estaremos equipados para lutar. John é o Número Quatro, e é a sua aparência o sinal que eu estava esperando? E o Número Cinco e Seis? Poderia um deles ser a garota de cabelos negros com os olhos de tempestade dos meus sonhos? A menina com poderes que estão além de qualquer coisa que eu jamais poderia imaginar? A menina que pode ser forte o suficiente para juntar nós seis? Pegaram o Número Um na Malásia. O Número Dois na Inglaterra. E o Número Três no Quênia. Eles tentaram pegar o Número Quatro em Ohio e falharam. Eu sou o Número Sete. Um dos seis que ainda vive. E estou pronto para lutar.

O livro ainda não tem previsão de lançamento no Brasil, mas assim que tiver posto aqui no blog.

Nova editora parceira

Oi gente!!!
Estou muito feliz mesmo!!! A algum tempo já tinha entrado em contato com a Editora em questão, e já tinha enviado meus dados, mas agora é oficial. A nova editora parceira é:

Alguns dos maravilhosos livros da editora são:


 Um pouco sobre a editora:

No topo das listas, na cabeça dos leitores.
Somos jovens, estamos em constante movimentação e temos o mercado editorial em nosso DNA. Somos a Editora Novo Conceito.
Fundada em 2004, a Editora Novo Conceito desenvolve publicações de qualidade, afinadas com os acontecimentos atuais do mundo globalizado.
Atualmente, a Editora apresenta um portfólio com mais de 200 livros entre lançamentos internacionais e nacionais, e vem apontando tendências nas áreas de negócios, empreendedorismo, literatura, comportamento, atualidades, biografias, medicina e saúde.
Temos paixão por livros e queremos construir uma nova cultura editorial no Brasil, ampliando o público leitor brasileiro. Um projeto que cresce a passos largos, agradando cada vez mais um público amplo, exigente e diversificado, que colocou a Novo Conceito no topo das listas das publicações mais vendidas do Brasil e não quer mais tirar nossos livros da cabeça.
Fonte: Editora Novo Conceito

 Espero que essa parceria dê bons frutos para as duas partes. =D
15 de mai de 2011

Aviso

Oi gente!!!
Faço esse post para informá-los de uma decisão que tomei e gostaria de avisá-los.
Como muitos já sabem, a Editora Arielli vem passando por grandes polêmicas, problemas, etc.Alguns autores saíram, pessoas que lá trabalhavam também.
A primeira "editora" parceira do blog foi a Arielli, dizendo que meu blog havia sido escolhido para participar do book tour, recebi os contatos de Nessie Araújo, me informando como funcionava,
Na época, os que me acompanhavam no blog e no Twitter viram como fiquei feliz diante de tal oferta. Porem o tempo passou e percebi que a Arielli não passava de um sonho não idealizado, ou até mesmo mal idealizado.
Meu intuito nesse post não é criticar quem quer que seja, ou falar mal de alguém. Estou apenas tentando mostrar meu ponto de vista.
Mas, voltando ao assunto, começaram a surgir polêmicas em torno dos contratos, ISBN's dos livros, CNPJ da empresa, etc. Até hoje não encontramos nada relativo ao livros da Arielli. Chegou então o dia do lançamento de Eshan, muita gente ansiosa para finalmente ver algo concreto da Arielli e eis que o lançamento é cancelado. Por motivo de fora maior, como disse a Nessie, o lançamento foi adiado para Deus sabe quando. Tal data ainda não chegou.
Como eu morro próximo à capital mineira, resolvi entrar em contato com a Editora para realizar um evento de lançamento dos livros do primeiro semestre. Entrando em contato com as livrarias locais que tem um espaço adequado não recebi retorno até hoje porque citei a Arielli no meio da história e ela supostamente não existe. Havia entrado em contato com vários autores, com cobertura de um amigo meu e tudo mais. Em dois dias estava tudo bem, no outro já tive que cancelar tudo com todos. Alguns já estavam até olhando hotéis por lá, ou seja tive um grande transtorno. Porem foi tudo contornado.
Depois desses episódios fiquei pensando: "Será que é mesmo prudente continuar com a parceria com a Arielli?" Mas, hoje li esse post, para ler clique aqui, e cheguei a conclusão de que não, não vale a pena.
Apesar de que disse a Nessie que continuaria do lado dela, preciso fazer isso, porque não estou gostando do rumo que as coisas estão tomando.
Se minha decisão é certa ou não, só o tempo irá dizer. No momento eu sinto que o mais prudente é assistir tudo de fora.
Peço desculpas aos que se sentirem ofendidos com esse post, mas é apenas a mais pura verdade.
Com a consciência limpa me despeço,
13 de mai de 2011

Resultado da Promoção do livro 2012

Oi gente!!!
Este post deveria ter saído ontem, mas o Blogger estava fora do ar, então vai hoje mesmo.

Como 96 formulário de inscrição, o número sorteado foi:





E esse é o formulário sorteado:


Parabéns a ganhadora, ela já respondeu o email de contato e já, já receberá seu exemplar do livro 2012. Quando receber, se puder me envie uma foto para postar no blog!!! =D

11 de mai de 2011

Lançamentos #12

Oi gente!!!
Levando e consideração que não vi filmes novos, porque estou lendo Eu sou o número quatro, hoje vou falar sobre os lançamentos desses dias começando com o mais badalado de todos eles:


P.S.: Tudo bem que não li os dois primeiros vergonha, mas eu gostei dessa capa. Essas asas ficaram artificiais, mas eu gostei da capa em um todo. =D





P.S.: Só eu gostei dessa capa? Não por ser de um grande amigo meu, mas achei que ficou muito a cara da sinopse. Estou no aguardo desse livro também. =D


P.S.: Como sempre não li o primeiro, mas adorei essa capa, é linda. Gosto também da primeira, mas essa é consideravelmente melhor.

  
P.S.: Estou bem atrasada nessa divulgação de capa, mas estava na semana de provas e já viu. Gostei bem mais dessa capa, tem bem mais a ver com a capa do primeiro livro. 

  
P.S.:  Também bem comentado essa semana também, o novo lançamento da Novo Conceito, o livro Um amro pra recordar no Nicholas Sparks. Não gostei muito da capa, mas quero ler o livro mesmo assim.




P.S.: Gostei muito dessa capa, como sempre, as capas da Editora ID são maravilhosas. Quero muito ler esse livro, assim como vários outros. =D

E por último, mas não menos importante, não mesmo, a nova capa do livro:




P.S.: Sendo um livro da Vanessa Bosso eu já preciso ler, mas eu #adorei essa capa. Ficou #maravilhosa!!! E eu necessito. 
As pessoas que me acompanham no Twitter, sabem que eu ganhei o Will de presente, e ele está lindo na capa. Apaixonei mais ainda!!! =D

 
9 de mai de 2011

Resenha - Como se livrar de um vampiro apaixonado

Como se livrar de um vampiro apaixonado
Beth Fantaskey,
Editora Sextante.

Sinopse: Casar-se com um vampiro certamente não estava nos planos de Jessica Packwood para seu último ano escolar. Mas quando um novo aluno esquisitão (e muito gato) chamado Lucius Vladescu aparece do nada, dizendo que Jessica pertence à realeza vampírica e está prometida em casamento a ele, futuro líder do clã mais poderoso dos vampiros, ela é obrigada a rever seus conceitos. Se a garota ainda nem beijou na boca, como pode sequer pensar em um compromisso eterno? Armada com uma autoconfiança recém-adquirida, Jessica passa por uma transformação drástica de adolescente nerd americana para princesa vampira europeia nessa sátira cheia de reviravoltas e surpresas.



A história começa com Jessica Packwood, uma simplória adolescente comum, que vive em uma pacata cidade no interior da Pensilvânia. Ela vive com seus pais adotivos e vegetarianos, em uma fazenda que acolhe animais abandonados, principalmente gatos. Ela tem uma égua, chamada Bela, e como já é clichê, é apaixonada pelo comum garoto mais popular e bombado do colégio: Jake Zinn. Como já era de se esperar ela sofre bullying na escola, seu apelido "nada carinhoso" é Pacotão e sua única amiga é uma garota que lê Cosmopolitans demais, Mindy. Até aí eu pensei: "Ah, é mais um daqueles começos de histórias sobre vampiros que terminam da mesma forma de sempre". Em partes eu poderia até estar certa, algumas coisas nesse livro são bem clichês, mas outras nos surpreendem totalmente. Mas voltando à história, em um dia normal, Jessica está esperando o ônibus que a levará à escola quando vê uma sombra se esgueirando por entre os arbustos. Morrendo de medo, e para seu alivio o ônibus chega e ela entra, mas antes escuta seu verdadeiro nome sendo dito pelo sujeito escondido.
"...eu poderia jurar que o ouvi dizer 'Antanasia'.

Meu antigo nome... O nome que recebi ao nascer, na Europa oriental, antes de ser adotada e trazida para os Estados Unidos, onde fui rebatizada como Jessica Packwood."

Esse tal "ser esgueirado por entre os arbustos" nada mais era do que Lucius Vladescu, um vampiro, enviado para cumprir o pacto entre as lendárias famílias vampiricas da Romênia: Dragomir e Valdescu.
"Estou cansado da sua iggnorância. - Ele chegou mais perto de mim, inclinando-se. - Como seus pais se recusam a informá-la, eu mesmo darei a notícia. E vou fazer isso do modo mais simples. [...] Eu sou um vampiro. [...] Você é uma vampira. E vamos nos casar assim que você alcançar a maiordade. Isso foi decretado desde o nosso nascimento."
Uma das coisas que mais gosto nesse livro é que, como narradora principal, temos Jessica/Antanasia e ao longo a história ele escrever cartas ao seu "Caro Tio Vasile", contando um pouco de como se sente no seu "apartamento sobre a garagem precária dos Packwood onde está hospedado, respirando escapamento de veículos dia e noite".
O livros, alem de conter romance óbvio, ainda tem comédia, tiradas muitoooo sarcásticas, diálogos que me fizeram rir à noite, correndo o risco de ser pega por meus pais e ainda ficar de castigo, incluindo ainda, suspense e terror.
Pelo que escrevi acima dá pra perceber que eu adorei o livro. Lucius me conquistou, Faith e Frank me irritaram profundamente, percebi que o Jake é um cara "legal", Ned é um vegetariano do bem, Jessica é meio tapadinha, teimosa, mas isso já se espera, porem não é chata. a professora de literatura inglesa é puxa-saco, enfim os personagens são bem divertidos (para não usar a palavra "legal").


Pesquisando um pouco sobre o livro, descobri que existe um segundo volume. Vou colocar a capa e a sinopse, porem, cuidado, se você ainda não leu o primeiro, a sinopse do segundo contém alguns spoilers. Leia por sua conta e risco. *_*

Sinopse: Quando Jessica Packwood descobriu que era uma princesa vampira Romena ela teve a maior surpresa da sua adolescência. Acontece que essa foi à parte fácil. Agora casada com o príncipe Lucius Vladescu, ela tem que reivindicar o trono e convencer a nação vampírica que ela pode ser sua rainha. Mas Jess não consegue nem pedir uma refeição decente aos servos do castelo Romeno, muito menos lidar com os mortos-vivos desonestos que adorariam vê-la falhar. E quando Lucius é acusado de assassinar um vampiro ancião e preso sem o sangue que precisa, Jessica se vê sozinha, lutando pela sobrevivência de ambos. Desesperada por limpar o nome do seu marido e ganhar sua liberdade, Jess pede ajuda da sua melhor amiga Mindy Stankowicz e o misterioso primo Italiano de Lucius, Raniero Lovatu., mas ambos estão escondendo algum segredo sombrio. Jess conseguirá descobrir em quem confiar – e como assumir o poder – antes que perca tudo, inclusive o vampiro que ela ama? Repleto de romance, mistério e perigo, a continuação tão esperada de “Como se Livrar de um vampiro apaixonado” mostra que muitas vezes uma princesa tem que conquistar o seu “Felizes Para Sempre” com uma estaca afiada na mão.

Nem preciso dizer que eu estou super ansiosa pelo segundo livro, entrei em contato com a Editora, assim que tiver alguma notícia sobre o lançamento de Jessica Rules the Dark Side , posto aqui no blog. 
O livro já tem prólogo postado no site da Editora Sextante, para conferir clique aqui.


P.S.: Quero pedir desculpas pela minha ausência no blog, mas semana passada eu estava na semana de provas e precisava estudar, mas agora essa fase turbulenta já passou e espero retornar com força total.