15 de ago de 2011

Quarto dia - A magia dos livros - Gisele Galindo





É pique, é pique, é pique, é pique, é pique!!!!!!!
14 dias de comemoração!!!!!
É aniversário da querida blogueira Nathi e fui uma das ilustres convidadas a participar da festa na blogosfera.
Hum... Nathi e Seus Livros... Do quê posso falar aqui neste espaço?????
Já sei! Livros! Que tal? Rs
Há pouco se comemorou (25/07) o dia do escritor. Glorioso! E ele nada mais está que na essência desse universo encantado que nos embriaga de felicidade, raiva, amor, ódio, medo, paixão, e tantos sentimentos, que invadem nossas almas. A Nathi bem sabe disso, hehe, pois como blogueira e resenhista que é envereda por essa estrada mágica.
E põe magia nisso!
Afinal, se o leitor viaja nas magníficas linhas de um livro, imagina como fervilha de viagens alucinantes na mente de um escritor. As minúcias de cada personagem, cenários, ações, desfechos de um capítulo para outro. Uma aventura sem igual. Já que um livro não possui ajuda de imagem e som como no cinema, teatro... Ele, por si só, precisa transmitir um universo inteiro.
O mais incrível nisso, sim, tem mais, é como tudo se transforma na mente do leitor. Porque o escritor constrói um mundo, que se transmuta em vários outros a partir de cada leitura.
Se isso não é magia... Então não sei o que possa ser...
Lógico que não posso falar por outros (como você que lê este post agora, por exemplo), mas, então, falo, óbvio, por mim.
Como leitora vivi em incontáveis mundos, de seres diversos e linguagens surpreendentes. Tive vários sentimentos.
Já, como escritora, viajei por um mundo meu, estranho e revelador, ao qual só conhecemos quando ultrapassamos a linha invisível que separa leitor/escritor. Nele, atingi um grau de simpatia absurda pelos personagens que criava mais e mais a cada dia.
Conversando com outros escritores percebi que o processo é bem parecido. Não me refiro ao da escrita, mas de envolvimento com o livro, com a história intrincada nele (autor/obra). De repente, uma música lembra dado personagem, uma palavra e por aí vai. Ao escrever um trecho, você chora ou ri, tamanho sentimento que invade nossas almas.
Digo com convicção, se gosta de ler e adentrar em cada página dos livros, irá amar escrever e vivenciar a criação de um. O gosto pela leitura é o primeiro passo. Aventure-se!

Nathi, flor linda, PARABÉNS!!!!!!!!!

Seja muito feliz todos os dias de sua vida.

A caminhada apenas começou... e há de ser maravilhosa!!!!!!

Comemore muito sempre, pois a vida celebra a cada dia um novo nascer para você.

;)

Beijos, Gisele Galindo


3 comentários:

  1. Adorei a Gisele Galindo! Ela escreve de uma forma muito descontraída e legal de ler!
    É bem interessante ver a opinião de uma leitora e escritora ao mesmo tempo. E creio que a opinião sobre a importância e o prazer encontrado na leitura deve ser unânime entre escritores e leitores. Se os não-leitores soubessem o prazer que é ler um livro, o mundo seria um mundo melhor =)

    Adorei o post

    ResponderExcluir
  2. Muita simpática a Gisele! Pelo que ela disse, ainda tenho esperanças de escrever, já que leio muito!
    A leitura abre um outro mundo, um outro ponto de vista, uma nova perspectiva! É maravilhoso

    Curti muito o texto

    ResponderExcluir
  3. a gisele é super descontraída né? também acho que ler é mágico! espero que muitas outras pessoas possam descobrir essa magia mais cedo :)

    ResponderExcluir