29 de abr de 2012

Janela da minha TV #8 - Heartstrings




Boa noite a todos!

Essa semana a série não foi escolhida por vocês, mas sim, por mim. Até então as escolhas foram o esperado e fiquei com os dedinhos coçando para falar de algo... diferente. Tudo bem que nós nos rendemos sem relutar as grandes produções americanas (eu sou um exemplo XD), que a cada semestre sempre trás inovações e histórias dignas de arrancar suspiros, nos fazer tremer em pavor e gargalhar sem parar com a situação em que os personagens se encontram. Mas uma coisa vocês sabem, porém sempre se esquecem, é de que não existem apenas as produções americanas. Há aquelas que podem ser divertidas, assustadoras e emocionantes.

Quer que eu prove???

A série dessa semana é uma produção coreana. Isso mesmo, coreana. Foi a segunda que eu assisti por indicação de uma amiga, e me apaixonei. Ela se enquadra no gênero comédia romântica, como é a maioria dos Dramas (conhecidos também como Doramas) japoneses, coreanos e tailandeses. A série só tem 16 episódios o que é bom para pessoas sem tempo de acompanhar, e ruim porque deixa aquele gostinho de ‘quero mais’. Ela foi lançada no ano de 2011 e é de direção de Pyo Min Soo. Quer saber que série é essa??? Ela é Heartstrings!


  • Sinopse:
Lee Shin é uma pessoa que aparentemente não se importa muito com os outros, se focando sempre em si mesmo. Muito popular na faculdade, onde cursa Música Moderna, recebe várias declarações de meninas, mas sempre as rejeita rudemente. Sua popularidade se deve não só a sua beleza, mas também por ser integrante da banda The Stupid. Os poucos momentos onde demonstra alguma emoção além de indiferença é quando está com a professora de dança Yoon Soo, por quem é apaixonado. Opostamente a todo o jeito fechado de Lee Shin, temos Lee Kyu Won, uma menina alegre, também estudante de música, só que na classe de Instrumentos Tradicionais Coreanos, com especialidade em gayageum. Kyu Won mora com seu avô, um entusiasta da música tradicional coreana, e tem um grupo chamado Windflower. Os dois apostam para ver qual estilo musical é o melhor. O perdedor terá de servir ao vencedor durante um mês. Quem ganha? E esse contrato de servidão acabará por aproximar os dois?

A série é bem divertida e fofa em muitos momentos. Não espere um agarra-agarra que nós, ocidentais, estamos tão acostumados a ver na televisão, filmes e séries. Os orientais sabem ser fofinhos e passarem a emoção certa na hora certa. E se você falar: “Ah, mas são todos iguais!”. Sinto informar, mas eles não são. Quem assistir Heartstrings vai perceber isso.

Os temas que a produção trás são bem típicos dos jovens. Assuntos como anorexia, inveja, sonhos e música povoam a mente de muitos por aí. Não é atoa que faz tanto sucesso, e o melhor, vicia! Consegui assistir os 16 episódios em um dia e meio e fiquei querendo mais! A Kyo Won é uma fooofa, e você não consegue parar de torcer pra ela. Lee Shin também é outro fofo (ele realmente canta e toca gente!) que me arranca suspiros. Fora os outros personagens que também são muito bons e mostra que os diretores escolheram a dedo os melhores para fazer essa série.

Uma coisa que é um show a parte é o visual da galera! Babo horrores pelos acessórios, bolsas e roupas das atrizes! Os looks são super descolados, outros bem meigos, e os sapatos??? #morri Okeys, okeys, eu só precisava parafrasear isso... KKKKKKKKK

Como podem perceber, Heartstrings é bem mais feminina do que masculina. Por isso girls, podem ir fundo e assistir a série, porque vale muito a pena!

Nota:



Música – Funky Town – Namie Amuro (cantora japonesa, mas com repertório ótimo!)


Um comentário:

  1. Nunca tinha ouvido falar. Sou uma fã das séries americanas e, muitas vezes, acabo sem ver outras séries.

    Adorei a ideia dessa.

    Beijos.

    Carissa
    Arte Around The World

    ResponderExcluir