30 de jan de 2012

Resenha - Hugo, O Vampiro

Hugo, O Vampire - As Luzes na Idade das Trevas
Gabriel Arruda Burani
Editora All Print

Sinopse: Hugo o Vampiro - As Luzes na Idade das Trevas é o primeiro livro que narra a saga de Hugo Von Sclotstendder, um jovem príncipe que se vê destinado a viver nas trevas, dada sua nova condição de vida: a imortalidade de um vampiro. Em sua busca para controlar e conhecer sua privilegiada existência, Hugo se lança em uma surpreendente missão para encontrar cinco jóias místicas. O leitor é convidado a acompanhá-lo em suas aventuras, recheadas de combates armados, cercos a castelos, donzelas em perigo, jogos, feitiços e encantamentos na Europa na Idade das Trevas. Uma pitada de terror, humor, romance e drama, também marcam os primeiros passos do Príncipe-Vampiro Hugo.



--------------------------------------------------------------

Depois de conquistar uma nova terra para seu reino, Hugo encontra um joia.
O vampiro descobre logo em seguida, que o colar com o símbolo do dragão tem mais alguns "irmãos", e sai em busca dos outros colares.
Mas durante sua jornada imprevistos acontecem.
Será que o Príncipe Hugo conseguirá encontrar as outras joias?
E Hugo conseguirá se manter vivo e retornar a Beznã-Ateriza?
Você descobrirá lendo Hugo, O vampiro.

------------------------------------------------------------------

Se você espera mais um Crepúsculo da vida, corra para as colinas. Hugo, O Vampiro não é nada disso.
Não que um(a) Twilighter não vá gostar desse livro, afinal eu gosto de ambos os livros/séries. Só estou dizendo que os dois livros só tem uma coisa em comum: o tema.
Hugo é um príncipe vampiro. Seu pai governa o reino com mãos de aço. Traduzindo: ele é um tirano.
Depois de conquistar um novo território para sua terra natal, Beznã-Ateriza, Hugo encontra uma joia que pertencia a seu tio.
"O jovem guerreiro abaixou-se e pegou a joia na mão. Era um grande dragão de prata segurando alguma pedra azul transparente. Estava preso em uma corrente de prata, de elos grandes e fortes. Era uma joia muito bonita... e valiosa.
- Somente isso poderá salvá-lo das trevas, rapaz! Esta será sua verdade... Encontre-nos, príncipe!"
Página 14.
Essa mensagem deixa Hugo curioso a respeito das joias e sai em busca de todas elas. Cada um dela representa uma virtude um cavaleiro: Verdade, Humildade, Amor, Sabedoria e Harmonia.
Mas durante sua jornada nada sai como esperado, o que deixa o leitor curioso para saber o que acontece a seguir. E nunca é o que esperamos.
Por ser um livro que se passa na Idade Média, nada era tão fácil como é hoje em dia. Viagens de uma cidade para outra, que hoje duram no máximo cinco horas de carro, naquela época duravam dias. Mensagens demoravam muito para chegar, e quando chegavam, se viessem de muito longe, já teria se passado muito tempo. Tudo era muito mais difícil.
Preciso destacar, que já li outro livro da Editora All Print, e não esperava o que vi nesse livro. Encontrei muitos erros de digitação. Tudo bem que um ou outro podem acontecer, mas não foi o que aconteceu no livro Pobre não tem sorte.
Apesar disso, a leitura flui com bastante rapidez, e quando você percebe chega ao final do livro, que por sinal é bem curto. Pode ser livro em menos de um dia se você se empenhar. Mas não é o final da história de Hugo, estamos apenas na metade. Pois bem no meio da história, na última página encontramos uma palavrinha bem incomoda: "Continua...". Dá vontade de pular da ponte de tanta ansiedade para o próximo livro. Que por sinal já foi lançado, e eu preciso ler.
Hugo, O vampiro foge dos clichês dessa área da literatura fantástica, por isso recomendo se você está cansado(a) de tantos romances sobre vampiros que encontram a mocinha, mas não podem viver o amor pois a sociedade pode descobrir.

Nota: 

2 comentários:

  1. Gostei da resenha - o livro parece ser bem interessante ^^
    Ah, eu sempre fico tão triste quando encontro erros assim >< O jeito é torcer para que eles sejam arrumados em uma próxima edição \o/

    Beijos,

    Nanie - Nanie's World

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha. Já ouvi falar desse livro antes, mas não tinha lido nenhuma resenha. Eo gosto bastante do tema 'vampiros' e o fato da história se passar na Idade Média me deixa ainda mais curiosa qaunto á ele. rs'

    Bj;*
    Naty.

    ResponderExcluir