12 de mar de 2012

Resenha - Qual seu número?

Qual seu número?
Karyn Bosnak
Editora Novo Conceito

Sinopse: Delilah Darling tem quase 30 anos e já se relacionou com 19 rapazes. Sua vida sentimental não tem sido exatamente brilhante, pois todo cara que conhece parece fugir do relacionamento. Quando lê uma matéria no jornal em que a média de homens para uma mulher de 30 anos é de 10,5, fica desesperada e assustada por estar muito acima dela. Além de tudo, o artigo no jornal terminava falando que, se a mulher tivesse o número acima dessa média, seria impossível a pessoa certa. Na tentativa de não aumentar seu número e perder de vez a chance de se casar, Delilah sai à procura de seus antigos namorados e tenta reconquistá-los. Será que um deles estará disposto a esquecer o passado e começar uma linda história de amor? Qual Seu Número? revela os segredos de cada mulher e prova que, quando se trata de assuntos do coração, números são apenas uma fração de tempo.

---------------------------------------------------------------

O certo seria você se casar antes da sua irmã mais nova, não é? Pelo menos nos EUA sim. Mas e se sua irmã já está com o pé na igreja e você não consegue arrumar um namorado e já está quase no dobro da média de homens com quem as mulheres dormem durante toda a vida: 10,5. Delilah tem o extraordinário número de 19. o.O
Será que depois de muito contar Delilah finalmente conseguirá encontrar o homem de sua vida, ou viverá fadada a ser sozinha?
Descubra lendo Qual seu número?

---------------------------------------------------------------

Sabe quando você está naquele momento da sua vida que precisa de uma pausa nos sobrenaturais ou nos livros dramáticos? Que necessita urgentemente de um chick-lit para adoçar a sua vida?
Esse é o momento perfeito para ler Qual seu número.
Apesar de seu tamanho assustar um pouco, principalmente por a maioria dos chick-lits serem menores, com no máximo 300 páginas, vale muito a pena acompanhar as desventuras de Delilah Darling.
Apesar de ser completamente obcecada por listas, e um pouquinho influenciável, Delilah é a típica personagem principal de livros nesse estilo.

"E agora, eu tenho um anúncio para fazer.
Que rufem os tambores, por favor!
(Os tambores rufam.)
Meu nome é Delilah Darling. Tenho 30 anos, sou solteira... e sou fácil!
(Aplausos ensurdecedores.)
Obrigada! Muito obrigada."
Página 414.

Atrapalhada ao extremo, não consegue se resolver a respeito dos homens e por isso acaba com relacionamentos mais do que deveria, o que dá início a toda essa história.
Os personagens são cativantes do início ao fim. Colin é o melhor de todos. Irlandês, tenta a sorte no ramo do teatro e televisão, mas parece que não dá muita sorte. Lindo, cheiroso, malhado, e tudo que há de bom em um homem, nos conquista logo de cara.
Já não podemos dizer o mesmo dos ex-namorados de Delilah, um pior do que o outro. Se não são gays, são casados e têm lindos filhos, ou são completa e perdidamente loucos e/ou tem alguma mania muitooooo estranha, do tipo ser ventriloco de Muppets (Não sei se muppets têm ventrilocos ou outra coisa. :P)
Daisy, a irmã mais nova de Delilah deveria se casar depois dela, mas já está com o casamento marcado e sua irmã não achou nem um namorado. E sua mãe surta, achando que Delilah é lésbica (Nada contra, ok?).
Falando um pouco sobre a diagramação: Adorei!!! Simplesmente não existe outra palavra para definir a diagramação. A revisão foi bem feita, não me lembro de ter encontrado nenhum erro de digitação. Já as "ilustrações" como as mensagens na secretária eletrônica ou uma espécie de folha de fichário antes de alguns capítulos deram um charme a mais ao livro, o que agrada aos olhos. *---*
O que posso dizer? Me tornei fã da Delilah e da Karyn. Ela só tem mais um livro publicado que se chama Save Karyn. Vou procurar saber mais, e quem saber comprar a versão hardcover em inglês de Qual seu número? O título original tem tudo haver com a história e eu adorei a capa:


Nota:

Um comentário:

  1. Muito boa a resenha. Eu ainda não consegui ler esse livro... só vi o filme =/ queria ler ... o filme não tem nada a ver com o livro :S

    ResponderExcluir