11 de fev de 2011

Autor da Vez #3

O autor da vez da semana é:

Leandro Reis - Entrevista

1. Primeiramente, quem é Leandro Reis?

 
Sou o que tentam definir como nerd ou geek. Fã de quadrinhos, games, animes, filmes, séries, livros e  RPG.
Moro em São José dos Campos-SP desde que nasci. Nesta cidade me formei em Análise de Sistemas por ser apaixonado por informática e ainda hoje trabalho na área.
Em paralelo a este trabalho, eu mantenho uma identidade "secreta" que mantém viva a chama de Grinmelken, um mundo que criei para jogar RPG com amigos ali pela década de 90. Alguns dos personagens e cenários criados nas deliciosas tardes de jogos me assombraram até eu decidir imortalizá-los no papel e, admito, tenho gostado do resultado.
Além de escrever contos e romances, tenho cá minhas manias. Jogo vídeo game sempre que posso, sendo meu jogo-alma-gemea o famoso e inesquecível Final Fantasy 7. Coleciono trilhas sonoras, com destaque em cd’s de trilhas de filmes medievais e coleciono também, de um modo mais modesto, espadas e adagas, me cercando delas e de miniaturas medievais enquanto escrevo.



2. O que lhe agrada mais em ser escritor?

O que mais me agrada é poder criar meu mundo e idéias e repassá-las à centenas de pessoas. Depois, gosto de Ver suas reações àqueles textos e como se não bastasse, posso receber suas impressões sobre tais histórias. Este contato com o público-leitor, que a internet tornou possível nesta última década, é o que faz valer a pena.
É extraordinário.



3. De onde vem sua inspiração?

Grinmelken surgiu de uma imaginação forjada com diversos filmes, de Mestres do Universo e Willow à Coração de Dragão e Gladiador. Também de leituras de Tolkien, C.S. Lewys, Alexandre Dumas, Michael Ended e Stephen King. No mais, RPG, Música, paisagens... tudo é material para escrever. Tudo me traz idéias e me inspira.



4. Quando começou a escrever? De lá até hoje houveram muits dificuldades?

A publicação não foi simples, mas acho que me preparei bem para ela. Eu já havia feito uma pesquisa de mercado e conversado com vários escritores recém publicados. Preparei-me com todas as dicas que deram: revisão profissional, capa chamativa e carta de apresentação. Mesmo assim, todas as editoras grandes e algumas das menores recusaram. O interessante é que elas elogiavam a obra, mas recusavam... Até da Rocco recebi resposta, e dizem que é raro. Foram quase dois anos de procura e espera até encontrar a Editora Idea.


5. Na sua pespectiva, a parceria com blogs ajuda a divulgar as obras literárias?

Com certeza! A agitação que os blogs fazem divulgam a proposta da obra e seu material para seu público. Resenhas e promoções apenas aumentam o alcance de tais divulgações, agilizando o processo de propaganda "boca a boca". Claro, o livro divulgado precisa de material chamativo, e nisto vale tudo, Trailers, sinopses, imagens. Quanto melhor, maior o impacto e a chance de conquistar leitores.



6. Sendo você um escritor brasileiro, o que é mais difícil?

A maior dificuldade é exatamente na divulgação da obra. É difícil competir com os best sellers, que transbordam pelas prateleiras das livrarias e ganham suas versões no cinema. Apesar da ajuda que os blogs dão, ainda existe um publico "desconectado" que é a real fatia do mercado literário. Atingir este publico é o mais difícil.
Então, para tentar suprir isto, é necessário ir a eventos mil e aparecer na mídia, o que é mais complicado, pois são espaços muito disputados.



7. Quais obras você já tem publicadas e o que está escrevendo?

Os dois primeiros volumes da saga Legado Goldshine, intitulados Filhos de Galagah e O Senhor das Sombras foram publicados pela editora Idea. 
Meu trabalho atual é o livro Enelock, que fecha a saga com batalhas épicas e reviravoltas que vão surpreender a galera. Ele está em fase final e seu lançamento está previsto para Maio.
Também estou iniciando o livro Garras de Grifo, que nada tem a ver com a trilogia, mas se passa no mesmo mundo. Porém, a ótica aqui é bem diferente, focando mais nos bárbaros de Grinmelken.

Além dos livros, tenho diversos contos publicados em antologias. São eles:
- Batismo de Fogo, Antologia Anno Dommini, editora Andross
- A Bruxa Vermelha, Antologia Tratado Secreto da Magia, editora Andross
- Esperança Corrompida, Antologia Paradigmas 3, editora Tarja
- Um dia Qualquer, Antologia Extraneous, editora Estronho
- A Dama Inevitável, Antologia Histórias Fantásticas, editora Cidadela 
- Olhos de Herói, Antologia No Mundo dos Cavaleiros e Dragões, editora AllPrint.

Todos os contos, para quem interessar, estão em meu site, junto de vários outros.
 

8. E finalmente, sabendo que os leitores do blog lerão a entrevista, o que gostaria de lhes dizer?
 
Agradeço muito pela entrevista e desejo sucesso ao Blog! Para os leitores, digo: Procurem literatura nacional, leiam e, se gostarem, façam barulho. Divulgue, pois só assim conseguiremos sair da sombra dos Best Sellers importados. Aumentando a produção nacional, incentivamos novos talentos, baixamos o preço dos livros e conquistamos mais eventos. Nossa literatura só tem a ganhar.
Eu os convido a ver meus trailers e a ler meus contos. Se gostarem, fiquem à vontade para procurar a trilogia. Tenho certeza de que não vão se decepcionar.
Para encerrar, sou internauta inveterado. Fiquem à vontade para me pertubar no twitter (@Radrak), facebook, orkut, skoob, etc. Procurem por Radrak ou Grinmelken e vocês me encontraram.

Um grande abraço a todos! Vida longa e prospera.
Obrigada Leandro!!! Você é um fofo!!! =]

0 comentários:

Postar um comentário