16 de mar de 2013

Entre aspas: Querido Ex-Namorado



Um sorriso pode esconder tudo que sentimos. Apenas por estar ali. Mas quando existem pessoas especiais ao seu lado, o problemas tornam-se suportáveis. Não se resolvem sozinhos, mas pelo menos sabemos que existe alguém para nos apoiar.

Ele se foi a muito tempo. Você se foi a muito tempo... Tempo demais. Algo praticamente imensurável. Algo que faz um buraco abrir-se no meu coração toda vez que penso a respeito.

Sabe, às vezes sinto sua falta mais do que imagina. As vez que brigamos, as vezes que rimos apenas por rir. Fazem falta.

Mas o tempo passa, o coração se recupera... Ou não. Aquela vez que tudo deu errado eu sabia que só você poderia me consolar, mas já não podia contar com você. Se arrependimento matasse...

Nós crescemos, amadurecemos. Um  mais do que o outro? Os dois são igualmente maduros? Ou somos tão infantis quanto a 10 anos atrás? Eu não sei dizer.

Claro, a vida nos ensina com vários tombos, tapas na cara e socos no estômago o que perdemos. O que eu perdi. Na época eu não sabia o que aconteceria a seguir. Estava perdida. Ainda não me encontrei.

Não parece, mas já se foram 2 anos. Anos que não o vejo. Anos que não posso ser consolada por você. Anos... Provavelmente você me esqueceu, se esqueceu do que tivemos... É!

Eternamente condenada a me arrepender. Será que um dia voltaremos a nos falar de novo e riremos das besteiras que dissemos um para o outro aquela vez que brigamos? Só o tempo dirá.

Um dia você vai se recordar e vai sorrir assim como eu sorrio agora.

Um dia.

O destino não é tão cruel quanto parece. Eu sei que não. Eu espero que não.

Saiba, que apesar de tudo, sempre o amei. Meu ex-melhor amigo. Meu ex-namorado.

Um dia...

Da sua ex-namorada.


Um comentário: