12 de nov de 2013

Resenha - Laços de Sangue

Laços de Sangue

Richelle Mead

Editora: Seguinte
Ano de Publicação: 2013
ISBN: 9788565765152
N° de páginas: 430
Comprar: Extra/Ponto Frio
Nota: ♥♥♥♥♥ (5/5)

Sinopse:
O trabalho de Sydney Sage não é nada fácil: ela e seus colegas alquimistas são os únicos a saber que vampiros existem para além das telas de cinema - e são uma ameaça real à humanidade. Para manter a ordem, eles devem impedir que esse segredo vaze e que os mortais se aproximem desses seres perigosíssimos.
Agora a paz que os alquimistas vêm garantindo há tempos está prestes a desabar, e Sydney terá de proteger a princesa vampira Jill Dragomir, ou uma guerra pelo trono eclodirá no mundo dos vampiros e trará consequências avassaladoras para os homens.
No entanto, defender alguém que até então era alvo de seu desprezo será mais difícil do que Sydney imaginava...
Obrigada Editora Seguinte pelo convite. :)

Para começo de conversa, deixo bem claro já no início da resenha que cai de paraquedas no meio do universo de Vampire Academy/Bloodlines, porque eu não li a série original e parti direto para o spin-off, então pode ser que a opinião de quem já leu todos os outros livros seja diferente da minha, ok?

Depois de esclarecer as coisas, tenho um comentário a fazer: "CADÊ O PRÓXIMO LIVRO?". O final tem aquele supermegahiperblaster gancho para O Lírio Dourado e você fica só na vontade mesmo... </3

Desde o começo, o leitor tem consciência de que perdeu alguma coisa muito importante em algum livro de Academia de Vampiros, se ele assim como eu não leu os outros livros, e a autora não esclarece muito bem o quê, o que é bom até certo ponto para não estragar a surpresa, mas é ruim porque deixa você meio frustrado por não saber direito o que diabos está acontecendo ali.

Diferente de todos os outros livros de vampiros que já li, em Laços de Sangue há um outro tipo de ser mitológico, - que não é um lobisomem - os alquimistas. Eles nada mais são do que humanos que misturam religião e ciência na tentativa de proteger o mundo normal das classes de vampiros: Damphiros, Moroi e Strigoi.

Bem no princípio do livro, você fica meio confuso com essa coisa de classes vampirescas, mas depois é fácil de entender: os Damphiros são meio vampiros, os Moroi são os vampiros comuns, e os Strigoi são vampiros que mataram suas vítimas enquanto sem alimentavam. 

E a história se resume em: a irmã da rainha Moroi Lissa Dragomir sofre um atentado e precisa se esconder dos Strigoi que a atacaram, por isso os alquimistas entram e ação e a levam para uma escola interna. Sobra para a Sydney, que precisa ficar na linha se não quiser ser mandada para um reformatório por alguma coisa que ela fez em Academia de Vampiros - que não fica explicito nesse livro -, garantir que nada ocorra com Jill. Basicamente isso!

Mas além de ter Sydney como babá, Jill também tem Eddie seu guarda-costas e Adrian - ♥♥♥♥♥♥♥♥ - que só vamos descobrir depois porque ele veio junto com Jill e Eddie. E, a cereja do bolo, Keith o "chefe" de Sydney - um pé no saco na verdade - que deveria facilitar o trabalho dela, mas não é beeem assim, afinal os dois estão se estranhando desde o começo de Laços de Sangue por algum motivo desconhecido.

A única coisa realmente irritante a respeito desse livro, o que é compreensível mas nem por isso menos chato, é o fato de todos agirem como se Jill fosse feita de vidro. Aparentemente só de se olhar, ela já cai morta. Ok, ela tem grande importância para a corte Moroi, mas mesmo assim o leitor não precisa ser lembrado 24 horas por dia, 7 dias por semana de que nada pode acontecer com ela. Isso não é nada que faça a nota de Laços de Sangue diminuir nem nada, mas é uma coisa que me incomodou...

E por último mas não menos importante temos Adrian. Ah, Adrian! Como ele é lindo, perfeito, sarcástico, amor eterno, fofo... <33333333333 Simplesmente o melhor personagem do livro. As melhores partes eram com ele, mesmo quando estava bêbado.

O final é simplesmente eletrizante. A reviravolta foi bem construída, apesar de que eu já suspeitava quem seria o autor de algumas coisas que estão acontecendo por lá, mas mesmo assim o jeito como elas acontecem é muito bem escrito. Além disso as últimas cenas são OMG! ♥

"- As maiores mudanças na história aconteceram porque as pessoas foram capazes de se livrar do que os outros lhes diziam para fazer."
Adrian ♥, página 262.
Senti como se Laços de Sangue fosse apenas uma breve apresentação do potencial da série. Vários ganchos foram deixados para trás, ainda não tivemos romance para a personagem principal - apesar de ser bem óbvio quem será seu par romântico - e a chegada de novos personagens nas últimas páginas deixa tudo ainda melhor. A estrutura para um belo e grande clichê vampiresco já foi armada, mas ainda assim não vejo a hora de poder colocar minhas mãos em O Lírio Dourado.


2 comentários:

  1. Eu comprei toda a série Academia de Vampiros semana passada.
    E já sei que quando terminar a leitura vou correr para esse livro!
    Primeiro porque eu amo spin-off, segundo porque o livro parece muito bom!
    Esse negocio de tratarem ela como se fosse de vidro com certeza vai me incomodar também. eu odeio quando tratam os personagens assim. Enfim.
    Ótima resenha ;D

    Beeijos, Dreeh.
    Blog Mais que Livros

    ResponderExcluir
  2. Oioi...não conhecia seu blog. Achei ele simplesmente lindo!!
    Tenho visto falar super bem desse livro, mas confesso que ainda não li. Ainda mais que ouvi dizer que pra ler ele tem que ter lido Academia de Vampiros. Ai piorou pq não li nada também. Mas estou seguindo..parabéns pela resenha.
    Bjss

    http://livrosemarshmallows.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir